Um dia sem Google


Acordo.

Bom dia. 
Pego no telemóvel, consulto a agenda, vejo as últimas notícias e abro o Gmail para ver se tenho novidades.
Consulto a agenda e vejo que combinei almoçar com a minha irmã hoje.Vou para o banho enquanto ouço as notícias na Rádio.

Tomo o pequeno almoço enquanto pesquiso a previsão da meteorologia... no teletexto. Com sorte está a dar no Jornal da Manhã e o tempo até vai estar bom. Menos mal!
Tenho uma entrevista de emprego e  já marquei no Google Maps  já
assinalei a rua no mapa para me localizar, mas qualquer coisa vou perguntando a quem passa na rua. 
Mas antes tenho demarcar uma consulta para um dos meus filhos, procuro o número da clínica... nas Páginas Amarelas (em papel!). 


Deixo-os na escola e sigo. 
Enquanto espero e para passar o tempo, compro uma revista que leio com toda a calma, todas as letrinhas inclusive os anúncios.
Passo num sítio maravilhoso e tiro uma fotografia para publicar mostrar à minha irmã. É automaticamente enviada para a cloud. Esqueçam!
Depois da entrevista, vou almoçar com a minha irmã, vou buscar o miúdo e vamos ao médico. Aproveito e leio as revistas da sala de espera que são diferentes da que comprei. 
Vamos para casa. Banho e ver os emails  as cartas que chegaram. Amigos, família, contas para pagar, ofertas, faturas, promoções, novidades... Dentro de envelopes reais de papel e muitas vezes colados com saliva (que é para não dizer cuspo).
Ajudo-os nos TPC. Enterrados em livros, dicionários e enciclopédias. Nem uma ajudinha do Google. O pai troca comigo e assume os TPC. 
Vou fazer o jantar. Hoje uma receita do site de culinária que vi ontem na televisão e copiei-a para um papelinho mas nem consegui apanhar tudo. Se calhar faço a que vem na revista que comprei. Ele vem ajudar-me, os miúdos estão a ver desenhos animados. 
Conta-me o seu dia e uma notícia que leu no facebook jornal. Ontem houve jogo de futebol mas ele estava a trabalhar e só viu o resumo e os golos hoje a foto do golo decisivo na capa do jornal desportivo
Depois do jantar, miúdos na cama... vou responder aos emails em falta, ver as novidades  planear o dia de amanhã e partilhar as cartas importantes que chegaram. 
Dividimos as tarefas do dia seguinte e vamos ver  o que está a dar na televisão que chega de Google por hoje. 
Até amanhã.




Parabéns àquele que responde a tudo e já é maior de idade. 18 Anos de Google.



NOTA: É uma brincadeira sim?! Continuamos a ler livros, revistas e jornais. A ideia é lembrar-mo-nos de como era mais complicada a vida sem Google.
E se não existisse Google? Boa pergunta vê lá no Google.



1 comentário :

  1. Vivi 18 anos da minha vida sem internet, no entanto agora não saberia sobreviver nem 2 dias. Como é que é possível dependermos tanto disto?

    Beijinho.
    Lilium
    O Meu Dolce Far Niente
    Facebook

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita ❤
Respondo no próprio comentário ou no blog/ link assim que puder.

Dúvidas ou propostas flowersandlipsticks@gmail.com