Será que preciso de um Perfil no LinkedIn?

Uma das coisas que me deparei quando decidi mudar a minha vida profissional foi que, o LinkedIn não fazia parte da minha vida mas fazia da de muita gente. Eu tinha conta criada mas acho que grande parte das informações não estava preenchida e honestamente, não sabia para quer serviam a maioria das opções. Fui pesquisando e, acima de tudo perguntanto a amigos, será importante ter um perfil no LinkedIn?! O que vocês acham? 
Para perceber se valia a pena perder tempo a profissionalizar e atualizar o meu perfil, decidi fazer uma lista de prós, simplemente porque me pareceu uma boa estratégia. Vamos lá? 

Procura de emprego ou de um novo emprego

Hoje em dia o LinkedIn é um dos meios privilegiados para a seleção e recrutamento de recursos humanos. 
Não sou eu que o digo, que não tenho credibilidade para uma afirmação dessas. 
"Pode um executivo conquistar uma nova posição a partir de uma troca de mensagens no LinkedIn? É o mais comum nos dias de hoje. As redes sociais mudaram drasticamente o mercado do recrutamento. Para 56% das empresas europeias as redes sociais já são o palco preferencial para a identificação de talento, segundo dados do gabinete de estatísticas europeu Eurostat, recentemente divulgados. Em Portugal os valores estão um pouco abaixo disto, rondando os 30%. O valor mais do que triplicou em quatro anos e entre os especialistas é já consensual que o perfil digital dita o destino dos candidatos." Expresso (março 2018)
Aqui a questão é: Só devo ter perfil se procurar emprego? Se estiver infeliz no meu atual emprego? Se ambicionar um emprego melhor? Até faz sentido que assim o seja, mas criar uma rede de contactos profissionais é sempre conveniente e promissor no caso da procura de emprego mas não se encontram e constroem essas conexões de um dia para o outro. No entanto podes querer mudar de emprego de um dia para o outro.  

Marca Pessoal

Marca pessoal mas como assim? 
Como em qualquer rede social, no LinkedIn podemos criar conteúdo, publicando artigos. Desta forma criamos valor e expandimos a nossa presença na rede pois os artigos podem ser partilhados pelas nossas conexões. É importante que essas partilhas sejam conteúdo de qualidade e de relevância dentro da área para que seja partilhado, aumentando assim a rede de influência. 

Procurar ou cuscar

E para quem ainda está indeciso no que quer? No LinkedIn pode-se explorar novas carreiras, perceber tendências de recrutamento e até onde prosseguires ou complementares os teus estudos. Também se pode procurar e encontrar potenciais clientes no caso de teres um negócio. 
E, uma coisa que deixa os utilizadores muito felizes, podes ajustar as definições de privacidade e assim ninguém sabe que andaste a fazer. 

Networking

A melhor ferramenta digital de networking é... o LinkedIn! Especialmente para os introvertidos que não aperciam networking face-to-face. Desta forma consegues estruturar ligações profissionais sem teres de stressar com a conversa. Outra coisa engraçada é manter a ligação com ex-colegas, professores, formadores, chefes, clientes e outras pessoas que trabalham no mesmo ramo que tu. Alguma destas pessoas pode ser a chave da mundança. 

E visto que estamos em Portugal é mais fácil pedires uma cunha pelo LinkedIn do que uma chamada constrangedora. 
Sad but true
O meu LinkedIn ainda não está completo ou como eu quero mas pelo menos já tenho alguma noção que é o primeiro passo para a mudança.
Têm perfil no LinkedIn ativo e costumam usar com frequência? O que acham desta rede social?
Até já,

Comentários